BDSM mixado com romance e feminismo num gibi dos anos 40

Em Slave Girl um personagem icônico ajudou a estabelecer o gênero Good Girl Art

Em Slave Girl um personagem icônico ajudou a estabelecer o gênero Good Girl Art

18.02.2022
6781 VISITAS
Post original em: 28.11.2020
Bondage, dominação, submissão, sadomasoquismo, mas também romance e até feminismo num gibi encerrado em 1949 onde o artista Howard Larsen criou um personagem icônico que ajudou a estabelecer o gênero Good Girl Art.
Em sua carreira relâmpago de duas edições em 1949, sua nudez apenas acentuada pelo traje de harém em cores vivas, Malu, a garota escrava, executou a um só tempo o papel duplo de uma fantasia sexual BDSM e de uma mulher forte que luta pelo amor, pela liberdade e por seu amante.
Howard Larsen foi um ilustrador americano da era de ouro dos quadrinhos para a EC Comics e outras editoras durante as décadas de 1940 e 1950, cujo o trabalho fascina leitores até hoje.

REFERÊNCIAS:
Grand Comics Database (https://www.comics.org/series/688/)
Por: Paulo Franco Rosa (jornalista, editor e roteirista)


MALU A PRINCESA ESCRAVA E OS BANDIDOS DE TAL AZMUT

MALU A PRINCESA ESCRAVA E OS BANDIDOS DE TAL AZMUT

MALU A PRINCESA ESCRAVA E OS BANDIDOS DE TAL AZMUT

MALU A PRINCESA ESCRAVA E OS BANDIDOS DE TAL AZMUT

MALU A PRINCESA ESCRAVA E OS BANDIDOS DE TAL AZMUT

MALU A PRINCESA ESCRAVA E OS BANDIDOS DE TAL AZMUT

MALU A PRINCESA ESCRAVA E OS BANDIDOS DE TAL AZMUT
BREVE A CONTINUAÇÃO...
Envie seu e-mail para ser avisado quando a história for atualizada.


REF.: SLAVE GIRL COMICS. New York: Avon Periodicals, 1949. Trimestral.

DESTAQUES QUE PODEM INTERESSAR...

Turma da Mônica em prol do empreendedorismo feminino
Turma da Mônica em prol do empreendedorismo feminino  
Coleção Folha Soul and Blues
Coleção Folha Soul and Blues  
O filme que solidificou o nome de Zé do Caixão entre os mestres do horror
O filme que solidificou o nome de Zé do Caixão entre os mestres do horror